Tag Archives: Lua

Por que a Lua não cai?

8 maio

Domingo passado tinha uma suuuuuuperlua no céu! Quem viu?
Pois é, eu vi e achei a coisa mais linda 🙂

Ela tava maior (pra ser mais precisa, 14% maior) porque ela tava perto do perigeu que é o ponto da órbita lunar mais próximo da Terra.

Achei um vídeo bem legal da BBC Brasil falando sobre isso, oh:

Mas como que a Lua passa no ponto mais próximo da Terra e não cai? o.O

Massa não atrai massa?

Foi então que eu resolvi ligar pra minha supertia Clau e ela me explicou: a Lua tem uma velocidade, ela não tá lá parada no Céu. A tendência da Lua é sair pela tangente  😛  FUGIR DA GENTE! Mas isso também não acontece porque a Terra fica “puxando” a Lua, então toda vez que ela tentar escapar, a força gravitacional puxa ela de volta e mantém ela em órbita ao redor da Terra.

Viu como a Física explica tudo? Fica tranquilo que a Lua não vai cair na sua cabeça!

Bjinhos!

LAU

Lirídeas

18 abr

Oi pessoal, td bem com vcs?

Bom, tô naquela correria danada e tenho que correr para o inglês, mas com todos esses acessos eu não deixaria vcs sem novidades , né?!?!

Bom, o que acharam dessa imagem aí de cima? Linda né 🙂 Então, isso é um meteoro! Agora me responda, vc sabe a diferença de um meteorito para um meteoróide? Hummm……não? Bem eu também não…..rsrsrs. Aí já viu, fui correndo mandar um e-mail pra tia Clau — que tá fazendo umas pesquisas lá no Chile. Ela me explicou o seguinte: o que nós chamamos de meteoro é o fenômeno luminoso que ocorre quando algum objeto entra na atmosfera — isso ocorre pois, o atrito com a atmosfera faz com que ele queime! Bom, já os meteoritos são os fragmentos dessas “rochas espaciais” que chegam até o solo.

Legal, né? Bom, mas pra complicar, ela disse que também tem os chamados meteoróides….hehehe. Bom, nós chamamos assim os fragmentos que ainda estão no espaço, antes que eles entrem na atmosfera 🙂

Essa conversa virtual com a Clau me fez lembrar que eu já sabia de tudo isso…..rsrs. Tinha aprendido em uma exposição que eu visitei e  tinha vários meteoritos expostos. Olha só a foto que eu tirei de alguns deles:

Essa exposição era super legal, até já fiz um post sobre ela. Ela também tem um blog legal, acesse nesse link: memoriasdeumcarbono

Mas não para por aí! Todas essas dúvidas  surgiram quando descobri que teremos uma chuva de meteoros nesse final de semana. É a chuva da Lirídeas! Bom, a tia Clau, pra variar, já sabia disso e recomendou esse vídeo bem bacana do Gustavo. Ele explica direitinho como observar a chuva 🙂

É isso gente. Amanhã posto mais novidades. Não esqueçam de me ajudar no The BOBs!!!!!

Bjocas,

LAU

Me ajudem!!!

13 fev

Oi pessoal, td bem com vcs?

Estou dando uma passada por aqui pra pedir que vcs indiquem o blog ao prêmio The BOBs da DW. Para indicar é só entrar na página do concurso, http://thebobs.com/portugues/,  e indicar o https://viagensdalaura.wordpress.com na categoria  Prêmio Tópico Especial Educação e Cultura.

Brigadinha viu gente!

BJK,

LAU

Madame Curie

7 abr

Oi gente, td bem? Como eu tinha prometido, hj o post é sobre a MARAVILHOSA Madame Curie. Preciso confessar uma coisa, quebrar o meu lindo bracinho teve uma coisinha positiva: Conhecer essa grande cientista!

Bom, a Marie Curie , como a minha tia me disse, além de ser uma cientista brilhante, foi uma mulher pioneira ao desafiar muita gente que acreditava que ciência era coisa de homem. Como a Clau diz, ela foi uma baita de uma feminista! Madame Curie, como era chamada, dedicou-se a estudar a radioatividade e os materiais radioativos. Isso lhe rendeu 2 Prêmios Nobel, um de Física, junto com o seu marido Pierre Curie e com o Henri Becquerel pela descoberta da radioatividade e outro de Química, algum tempo depois, pela descoberta dos elementos químicos Rádio e Polônio, este, aliás, batizado em homenagem à terra natal de Madame Curie, a Polônia.



Além desses prêmios, ela também foi a primeira mulher a liderar um grupo de pesquisa e a lecionar na Universidade de Sorbonne, em Paris. Durante a Primeira Guerra Mundial ela não perdeu tempo! Convenceu os franceses a construírem pequenas unidades de radiologia portáteis que pudessem ser carregadas em ambulâncias ajudando os médicos nos campos de batalha. Dizem até que ela ia para o front ajudar nas radiografias!

Ah, essas ambulâncias foram apelidadas “Petit Curies” em homenagem à ela. Olha só, achei até uma foto dela pilotando uma dessas geringonças:

A Madame Curie foi ao longo de suas pesquisas percebendo que a radiação poderia ser útil no tratamento de doenças como o Câncer e, até incentivou a sua filha Irene — que também ganhou um Prêmio Nobel — a pesquisar mais  sobre esse assunto. E é aí que tive uma surpresa! Pesquisando sobre isso descobri que Mãe e filha visitaram o Brasil em 1926 para conhecer o Instituto do Câncer de Belo Horizonte. Dá só uma olhada:

A histórica visita de Marie Curie ao Instituto do Câncer de Belo Horizonte

Gente, mas ainda não acabou! Em 1928 ela visitou Águas de Lindóia para estudar as pópriedades da água das famosas fontes daquela cidade. Descobriu que elas possuiam uma radioatividade elevada e boa para o organismo. Curioso né? Bom, mas vocês ainda não sabem o que vem pela frente….hehehe.

Eu sempre falo que esse negócio de ciência é cheio de coincidências e conexões fantásticas, mas essa é demais. Com  base na descrição química da água de Lindóia que a Madame Curie fez, a NASA escolheu essa água para ser utilizada na missão Apollo 11, aquela que levou o homem pra Lua pela primeira vez! Isso mesmo, a água foi escolhida porque tinha radioatividade elevada, era diurética e além disso tinha pouca acidez e era de rápida absorção pelo organismo. Ahhh, além de servir para o consumo dos astronautas, essa água também foi usada nas baterias do foguete Saturno 5 que levou a missão aos céus!  

Bom, vocês não devem estar acreditando nessa história maluca né? Afinal, acho que nem o Júlio Verne poderia prever isso…hehehe. Mas pra provar que é verdade, consegui uma cópia da notal fiscal de venda das garrafinhas de água pra NASA:

Viram só! Nem minha tia Clau vai acreditar quando ver isso….rsrs. Bom, mas voltando à Madame Curie, ela acabou descobrindo tarde demais que a radiação não tinha só aspectos benéficos. Depois de anos de exposição à radiação, ela ficou gravemente doente e morreu de Leucemia.

Bom gente, achei aqui uma série de vídeos sobre a família Curie! Vale a pena ver:

 


Bom gente, por hoje é só! Espero os comentários e se alguém souber mais alguma coisa da Madame Curie, por favor compartilhe comigo :)))

Bjks e até…

Nautilus

23 mar

Oi pessoal, td bem? Nossa, achei que hoje não ia dar tempo de postar mais alguma coisa, mas nos 45 do segundo tempo estou aqui 🙂

Bom, continuo pensando muito nessa história de ficção científica e resolvi falar um pouco mais sobre isso neste post. O que acontece é que quanto mais eu converso com o Júlio Verne…é…quer dizer, quanto mais eu leio seu livro e pesquiso sobre ele, mais eu vou entendendo como é que a ciência vai sendo construída. Eu descobri, por exemplo que ela ajuda a gente a compreender melhor o mundo e até a desmistificar algumas coisas. Bom, vou dar um exemplo: quando estávamos viajando no Nautilus…ops…quer dizer, quando estava pensando no Nautilus e nas aventuras do Capitão Nemo, fiquei imaginando uma baleia Jubarte. Antigamente os navegadores achavam que elas eram monstros marinhos, que destruiriam as embarcações e tal, outros achavam que era um peixe gigante! Então vem a ciência e resolve esse mistério esclarecendo que a Jubarte é um Mamífero, exatamente como nós, e além disso é um animal inofensivo e lindo, é claro. Nossa, viajei tanto nisso, fiquei pensando tanto na baleia e no seu canto que até achei um vídeo pra colocar aqui:

Lindo né? Bom, continuando…conversando com o Júlio, ou melhor PESQUISANDO sobre ele, fui percebendo que ele queria, além de divertir a gente com seus livros, fazer a gente pensar a ciência, refletir sobre ela e estimular seus leitores a, quem sabe, transformarem-se em cientistas. Ele era vidrado em ciência, lia tudo a respeito e sempre conversava com vários cientistas, incluindo seu primo chamado Henry que era matemático.

Assim, ele sempre ficava sabendo das mais recentes descobertas e podia viajar nas suas obras. No último post eu disse que ele era um visionário, meio profético até, mas isso pq ele misturava todo o conhecimento científico que tinha com a sua imaginação. Ele era bem chegado numas EXPERIÊNCIAS IMAGINÁRIAS como eu…hahaha.

Lendo o livro “Da Terra à Lua” e conversando a respeito com minha tia Clau, fiquei sabendo que o Júlio acertou quase tudo que permitiria uma viagem espacial bem antes que elas se concretizassem. Ele acertou, por exemplo, que o material que seria usado na construção das naves seria o alumínio. Na época do livro, o alumínio tinha sido recém descoberto, mas lendo a respeito das suas propriedades ele percebeu que era um material que se enquadrava nas nescessidades de uma viagem espacial por ser muito resistente e ao mesmo tempo leve.

Outra coisa que ele acertou foi que o lançamento das naves deveria ser realizado próximo ao Equador. Isso porque o Júlio conhecia muito bem as leis do Newton e compreendeu muito bem o que é a Velocidade de escape . Em outras coisas o Júlio errou, como quando sugeriu que as naves seriam lançadas por canhões. Se isso ocorresse os coitados dos astronautas seriam esmagados pela aceleração brusca do projétil. Mas na época do Júlio, a balística era uma área muito discutida pela ciência. Já os foguetes, ainda nem eram alvo de grandes estudos. Pesquisando um pouco mais, achei um post bem legal no blog J.Verne , dá só uma olhada:

“Invenções” de Júlio Verne que se tornaram reais

Toda essa história me fez compreender que a ciência vai sendo contruída tijolinho por tijolinho, um cientista sempre parte do conhecimento gerado por aqueles que vieram antes dele pra avançar ainda mais com suas ideias. Percebi que na ciência não existem verdades absolutas, ou seja, o que é certo hoje amanhã pode não ser mais. legal isso né? Como diz a minha tia “A ciência é um processo infinito de construção de conhecimento”, agora nas minhas palavras acho que a ciência é uma casa que por mais tijolos que sejam colocados nunca vai ficar pronta…rs.

Bom, vou deixar um vídeo bem legal do lançamento do foguete que levou os astronautas da Apollo 11 pra Lua. Nele dá pra ver a velocidade do foguete e perceber que ele vai acelerando aos poucos pra não esmagar a tripulação como aconteceria se fossem lançados por um canhão:

Bom gente, espero que gostem do post de hj. Espero os comentários :))

Fui parar na Lua!

18 mar

Hoje o Marquinho aprontou uma das suas. Ficava falando sem parar durante a aula de Física, até que o Professor perdeu a paciência e chamou a atenção dele, ou melhor, da gente porque eu também acabei levando a culpa. Mas o Marquinho ,com aquela malandragem dele, sacou um CD do Pink Floyd da mochila e mostrou o prisma que tem desenhado na capa para o Professor dizendo que essa imagem representava bem a decomposição da luz. Bom, a gente conseguiu se safar, mas o professor acabou passando uma tarefa pra gente fazer em casa, o disco de Newton. O Marquinho veio aqui pra gente começar a fazer, mas depois falo sobre o o trabalho, agora vou falar um pouco sobre o disco do Pink Floyd e sobre umas coisas que fiquei pensando aqui.  Ah, essa é a capa do CD:

Bom, também achei um vídeo bem bacana deles, de uma música que eu e o Marquinho ouvimos até quase gastar o CD. Dá só uma olhada:

Depois de tudo isso eu fiquei curiosa com o nome desse disco que tem o prisma: “The Dark Side of the Moon”. Traduzindo seria “O lado escuro da lua”. Porque será que a lua tem um lado que sempre é escuro? Bom, dei uma procurada e descobri: isso ocorre pois os movimentos de rotação e translação da lua levam exatamente o mesmo tempo, ou seja, a Lua leva 27 dias para dar uma volta sobre a Terra e os mesmos 27 dias para dar uma volta completa em seu próprio eixo. Chamam isso de órbita sincrônica e é exatamente por isso que sempre que olhamos para ela é a mesma face que vemos. Achei umas animações interessantes no site do IAG da USP e coloquei no Youtube pra postar aqui. Dá até pra entender como ocorrem os eclipses e porque a Lua tem Fases (o vídeo está fora de escala viu gente, é só pra entender como é a terra e a lua se movimentam):

Nessa outra animação dá pra ver que a órbita da Lua cumpre uma trajetória meio maluca….rs:

Não vejo a hora de mostrar essas animações pra tia Clau e pra Paty, elas vão se amarrar.

Bom gente, esse é o post de hoje. Depois conto um pouco sobre nosso trabalho sobre o Disco de Newton e sobre as coisas meio doidas que aconteceram durante minha pesquisa. Bjos e até   :)))