Tag Archives: Newton

O melhor blog do mundo

17 abr

Veja por que Albert Einstein Laurou

No dia 03/04, o Viagens da Laura foi apresentado como finalista da categoria melhor blog em português do mundo no concurso The BOBs da rede alemã Deutsche Welle.

A votação está pegando fogo porque o mesmo internauta pode votar todos os dias.

Albert Einstein, um dos grandes cientistas que apoiam o blog, revelou o motivo da escolha: “O blog da Laura é um bom exemplo de como usar a internet para fazer uma sociedade mais inteligente”.

Laure aqui você também. Vote aqui você também.

Anúncios

Galileu e Gagarin

12 abr

Uau!!!!!!!! Acabei de chegar da escola e vi que o blog está passando por uma tempestade de visitas. Fiquei tão feliz que resolvi escrever esse post. Bom, fazia um tempo que estava querendo falar sobre o Galileu, afinal, o Newton vive me dizendo…quer dizer, vivia dizendo que ele era um GIGANTE!!! Andei conversando sobre isso com a minha tia, a Clau, e ela me disse que o Galileu foi responsável por praticamente “fundar” o que a gente conhece por Ciência.

Melhor explicar né? Então, o Galileu era super curioso e se dedicava a estudar Física, Astronomia, Matemática e um montão de outras coisas.  Foi ele quem observou pela primeira vez as crateras da Lua. Tem muita gente que acha que foi ele quem inventou a luneta, mas não foi!!! Ela foi inventada na Holanda, por outra pessoa. O grande feito dele, como a minha tia diz,  foi apontar a luneta para o Céu 🙂

Com esse simples ato, Galileu mudou os rumos do conhecimento. Observando as fases de Vênus e Júpiter com seus satélites, ele encontrou uma prova para a hipótese Heliocêntrica do Copérnico. Depois disso, ele publicou essas descobertas em em um texto chamado Sidereus Nuncius ou “Mensageiro sideral”. Dá só uma olhada:

Pouco tempo depois,  publicou outro texto sobre suas observações do sol. Bom, ele nem imaginava a encrenca onde estava se envolvendo :O . Essas descobertas — e a comprovação de que o modelo Heliocêntrico estava certo — iam contra os dogmas religiosos da época. Foi então que o coitado passou a ser perseguido  pela Inquisição!!!!! Galileu foi obrigado — pelo Papa da época — a renegar todas as suas descobertas, sob pena de ir pra fogueira!!!!

Como o Galileu não era bobo, ele fez isso na hora….rsrs. Mas, ficou quietinho escrevendo outro livro:  “Diálogo sobre os dois principais sistemas do mundo – o ptolomaico e o copernicano”. Esse sim, acabava de vez com as superstições que impediram o avanço do conhecimento científico durante tanto tempo. Mais uma vez o coitado teve que se explicar com a Igreja e renegar seus achados, porém, já era tarde demais. As novas idéias de Galileu já haviam “contaminado” vários outros pensadores. Com o pensamento de Galileu surgia uma outra forma de ver o mundo! Bem, fui conversar sobre isso com a minha mãe — enquanto passeávamos com a lindinha da Hannah 🙂 — e ela me disse que tem um texto de teatro superbacana contando essa história. É de um autor alemão chamado Brecht . Eu ainda não li, mas achei o arquivo pra colocar aqui:

A vida de Galileu

Também achei esse vídeo. É muito bacana:

Bem, o Galileu era um gigante!!!! Ele também fez várias outras coisas,  estudou o movimento dos corpos e é considerado um dos pais da Mecânica. Tudo isso possibilitou, muito tempo depois, que conquistássemos até o espaço!!! Quem fez isso foi um russo chamado Yuri Gagarin , esse da foto:

Já escrevi um post bem bacana sobre o Gagarin, há exatamente um ano, aqui ó: Gagarin e o espaço

Hum, tem alguma coisa aí não é? Acertou! Tem mesmo….rsrs. Hoje faz exatamente 51 anos que o o Gagarin foi para o espaço!!!! Tá, mas vc vai me perguntar: onde é que o Galileu entra nessa história? Bom, além de toda a mudança no pensamento –promovida pelo Galileu — e que permitiu o avanço científico que levou o Gagarin para o espaço, exatamente nessa mesma data, só que 328 anos da viagem do russo, o Galileu era condenado como herege pelo Santo Ofício. Coincidência maluca né….rsrs. Nossa, acho que estou indo longe demais!!!

Quem sabe um dia ainda não encontro com o Galileu e com o Gagarin em alguma das minhas experiências imaginárias 🙂

Bem, para hj é o que temos gente! Espero que tenham gostado e que deixem comentários. Minha tia vai me dar uma radionovela sobre o Galileu e eu posto aqui pra vcs.

Agora vou correr pro treino com a Paty. Ahhh, lembrem-se de votar no blog lá no The BOBs. O link é esse:

The BOBs

Para ouvir :)

9 mar

Oi gente, td bem?

Eu percebi que recebo milhares de visitas no blog, mas pouca gente tem entrado para ouvir minhas aventura :(.

Bom, como eu adoro essas coisas de ciência, tenho uma hipótese que quero testar….hehehe. Acho que isso está acontecendo pois os links estão meio escondidinhos no blog, na aba “Escute aqui minhas aventuras”. Para testar a minha hipótese, vou postar todos eles aqui nesse post. Se o número de plays aumentar minha hipótese está certa! Eba…

Mai se isso não acontecer, é sinal de que minha hipótese está furada….hahaha e, pior, que vcs não gostam de mim 😦

Me ajudem a testar minha primeira hipótese!!!!!

Bjks,

Lau.

Episódios:

Episodio 1 – O Viajante do Tempo 16/03/2011

Episodio 2 – O Viajante do Tempo 17/03/2011

Episodio 3 – Cuidado com a maçã! Isaac Newton 18/03/2011

Episódio 4 – Cuidado com a maça! Isaac Newton 21/03/2011

Episódio 5 – Júlio Verne 22/03/2011

Episódio 6 – Júlio Verne 23/03/2011

Episódio 7 – Júlio Verne24/03/2011

Episódio 8 – Clarice Lispector 25/03/2011

Episódio 9 – Clarice Lispector 28/03/2011

Episódio 10 – Oswaldo Cruz 29/03/2011

Episódio 11 – Oswaldo Cruz 30/03/2011

Episódio 12 – Oswaldo Cruz 31/03/2011

Episódio 13 – Gregor Mendel 01/04/2011

Episódio 14 – Gregor Mendel 04/04/2011

Episódio 15 – Marie Curie 05/04/2011

Episódio 16 – Marie Curie 06/04/2011

Episódio 17 – Marie Curie 07/04/2011

Episódio 18 – Paradoxo de Zenão 08/04/2011

Episódio 19 – Paradoxo de Zenão 11/04/2011

Episódio 20 – Paradoxo de Zenão 12/04/2011

Episódio 21 – Darwin 13/04/2011

Episódio 22 – Darwin 14/04/2011

Episódio 23 – Darwin 15/04/2011

Episódio 24 – Lavoisier 18/04/2011

Episódio 25 – Lavoisier 19/04/2011

Episódio 26 – Santos Dumont 20/04/2011

Episódio 27 – Santos Dumont 21/04/2011

Episódio 28 – César Lattes 22/04/2011

Episódio 29 – César Lattes 25/04/2011

Episódio 30 – César Lattes 26/04/2011

Episódio 31 – Kepler 27/04/2011

Episódio 32 – Kepler 28/04/2011

Episódio 33 – Kepler 29/04/2011

Episódio 34 – Einstein 02/05/2011

Episódio 35 – Einstein 03/05/2011

Episódio 36 – Einstein 04/05/2011

Episódio 37 – Einstein 05/05/2011

Me ajudem!!!

13 fev

Oi pessoal, td bem com vcs?

Estou dando uma passada por aqui pra pedir que vcs indiquem o blog ao prêmio The BOBs da DW. Para indicar é só entrar na página do concurso, http://thebobs.com/portugues/,  e indicar o https://viagensdalaura.wordpress.com na categoria  Prêmio Tópico Especial Educação e Cultura.

Brigadinha viu gente!

BJK,

LAU

O futuro

5 maio

Oi pessoal, td bem? Nossa, tem um monte de novidades pra contar, mas vamos por partes tá?rsrsrs.

Bom, finalmente entendi como é que seria possível, teoricamente, viajar para o passado. Descobri que embora o Einstein não tivesse previsto isso em suas teorias, são elas que fornecem a base para essa possibilidade. Vou explicar melhor, mas antes vamos para reviao….hahaha. Recapitulando um pouco do que eu disse ontem, o tempo pode ser considerado  uma dimensão como qualquer outra dimensão espacial. Uma quarta dimensão. À partir disso, começamos a compreender o conceito de espaço-tempo.

Também descobrimos, quer dizer o Einstein descobriu….rs, que um corpo com uma massa muito grande causa uma deformação no tempo-espaço. Daí que surge a força da gravidade. Fiquei encucada com essa história de deformação, então fiquei imaginando como seria. è como se a gente esticar um pedaço de pano e colocar uma maçã sobre ele! A maçã vai formar uma espécie de depressão sobre o pano. Mais ou menos assim ó:

Podemos ver que é uma deformação no espaço. Aí fica simples de entender, pois se a gente considera o tempo também como uma dimensão do espaço, essa deformação tb se aplica ao tempo 🙂

Isso foi até confirmado experimentalmente. É assim, quando a luz viaja ela segue em linha reta certo?! Só que algumas observações perceberam que a luz emitida por uma estrela sofria desvios quando passava por perto de outra estrela. Ou seja, ela simplesmente acompanhava a deformação do espaço-tempo causada pela grande massa dessa última estrela.

Mas vocÊs devem estar me perguntando: E daí?rsrsrs. Bom, imagine então uma deformação tão grande que pudesse criar uma passagem, um buraco no espaço tempo, como fosse um buraco de minhoca atravessando uma fruta.  Imagine agora que a boca do buraco fosse colocado perto de uma estrela com muita massa, de forma que perto dela o tempo passasse mais devagar.  Imaginou?

Se a outra extremidade fosse levada para outro lugar o tempo passaria mais rapidamente, os dois extremos do buraco de minhoca ficariam separados não só no espaço, mas também no tempo.

Olha só, seria mais ou menos assim:

Então, teoricamente seria possível viajar no tempo passando bom um desses túneis!!! Mas tem um probleminha, só teoricamente mesmo. Fiquei pensando, pensando e cheguei a conclusão que se a viagem no tempo é mais difícil do que a gente pensa. Se não fosse, com certeza alguém do futuro já teria vindo nos visitar…..rsrsrs.

Aí fiquei meio triste, pensando que não vou resolver meus problemas tão fácil assim!Ahhh se eu pudesse voltar no tempo não teria subido naquela mangueira! Mas quer saber, se eu não tivesse feito isso não teria quebrado o braço, não ficaria com vontade de voltar no tempo, não teria passado o resto do feriado com todo mundo reunido no sítio, não teria pesquisado e aprendido tanta coisa sobre a Madame Curie, sobre o Einstein, sobre o Hawking.

Quer saber, acho que eu sou uma viajante do tempo. É, isso mesmo! Agora eu entendi tudo. Eu já sou uma viajante do tempo e qualquer um pode ser, é só imaginar! Foi assim que fui pra Grécia Antiga, conhecia o Darwin, o Mendel, o Lavoisier! Foi imaginando o futuro exatamente como fazia o Júlio Verne e fazendo perguntas como o Kepler que consegui viajar no tempo, como se eu voasse como o Santos Dumont ou quisesse descobrir como os protozoários se comportam dentro do corpo como o Carlos Chagas!

Bom, mas agora estou é preocupada é com o futuro, afinal descobri que minha mãe está grávida! Imaginando, imaginando eu já sei que vai ser menina e nome dela vai ser uma homenagem ao Newton, vai ser Hannah, como a avó dele :))

Que venha o futuro, que venha a Hannah!

Bem gente, essa história termina por aqui, mas tenho certeza que outras tantas virão, como me disse a Clarice. Nas próximas ainda terão novos personagens, novas aventuras e novas perguntas! Eu sempre falo que minha vida daria uma novela mesmo, então que tal imaginar essa novela comigo é só clicar aqui.

Bem, vou indo que o Marquinho está me esperando. Até logo gente, BJKAS :)))

Newton x Einstein

3 maio

Oi gente, td bem?

Olha só, como eu tinha dito pra vcs ontem, estou tentando entender melhor essas teorias do Einstein pra descobrir como é possível viajar no tempo. Durante meus estudos, encontrei um negócio de espaço-tempo que o Einstein descobriu que deixaria o Newton de cabelo, ou melhor, de peruca em pé….hahahaha.

A questão toda é que o Newton descobriu que existia a gravidade, no entanto, não conseguia explicá-la. Bom, o Einstein na  primeiro sacou que o tempo, na verdade, está entrelaçado ao espaço. Seria como uma quarta dimensão espacial, mas ainda estou tentando entender essa parte gente, depois explico melhor. Mas pra deixar a coisa ainda mais interessante, ele descobriu que afirma que todos os corpos distorcem o espaço simplesmente por  estarem nele. Então,  quanto maior a massa de um corpo, maior é a distoção que ele causa. Bom, pra entender melhor isso, eu vou colocar aqui uma animação que eu encontrei que mostra os dosi conceitos de espaço, primeiro o do Newton e depois o do Einstein. Se liga:

Legal né gente? A gravidade então é  a deformação que os corpos causam no espaço :)))

Bom, pra saber um pouquinho mais dá uma olhada nesses links:

Gravidade de Newton a Einstein

Newton e Einstein: os desbravadores da gravidade

Bom, mas imagina só a confusão que ia dar se o Newton encontrasse com o Einstein? Do jeito que os dois eram meio doidos acho que iam discutir mais que eu e o Marquinho…..rsrs. Gente, por hj é só. Vou estudar um pouco mais as coisas do Einstein pra ver se esse negócio de espaço-tempo poderia me levar pro passado. Até.

Nautilus

23 mar

Oi pessoal, td bem? Nossa, achei que hoje não ia dar tempo de postar mais alguma coisa, mas nos 45 do segundo tempo estou aqui 🙂

Bom, continuo pensando muito nessa história de ficção científica e resolvi falar um pouco mais sobre isso neste post. O que acontece é que quanto mais eu converso com o Júlio Verne…é…quer dizer, quanto mais eu leio seu livro e pesquiso sobre ele, mais eu vou entendendo como é que a ciência vai sendo construída. Eu descobri, por exemplo que ela ajuda a gente a compreender melhor o mundo e até a desmistificar algumas coisas. Bom, vou dar um exemplo: quando estávamos viajando no Nautilus…ops…quer dizer, quando estava pensando no Nautilus e nas aventuras do Capitão Nemo, fiquei imaginando uma baleia Jubarte. Antigamente os navegadores achavam que elas eram monstros marinhos, que destruiriam as embarcações e tal, outros achavam que era um peixe gigante! Então vem a ciência e resolve esse mistério esclarecendo que a Jubarte é um Mamífero, exatamente como nós, e além disso é um animal inofensivo e lindo, é claro. Nossa, viajei tanto nisso, fiquei pensando tanto na baleia e no seu canto que até achei um vídeo pra colocar aqui:

Lindo né? Bom, continuando…conversando com o Júlio, ou melhor PESQUISANDO sobre ele, fui percebendo que ele queria, além de divertir a gente com seus livros, fazer a gente pensar a ciência, refletir sobre ela e estimular seus leitores a, quem sabe, transformarem-se em cientistas. Ele era vidrado em ciência, lia tudo a respeito e sempre conversava com vários cientistas, incluindo seu primo chamado Henry que era matemático.

Assim, ele sempre ficava sabendo das mais recentes descobertas e podia viajar nas suas obras. No último post eu disse que ele era um visionário, meio profético até, mas isso pq ele misturava todo o conhecimento científico que tinha com a sua imaginação. Ele era bem chegado numas EXPERIÊNCIAS IMAGINÁRIAS como eu…hahaha.

Lendo o livro “Da Terra à Lua” e conversando a respeito com minha tia Clau, fiquei sabendo que o Júlio acertou quase tudo que permitiria uma viagem espacial bem antes que elas se concretizassem. Ele acertou, por exemplo, que o material que seria usado na construção das naves seria o alumínio. Na época do livro, o alumínio tinha sido recém descoberto, mas lendo a respeito das suas propriedades ele percebeu que era um material que se enquadrava nas nescessidades de uma viagem espacial por ser muito resistente e ao mesmo tempo leve.

Outra coisa que ele acertou foi que o lançamento das naves deveria ser realizado próximo ao Equador. Isso porque o Júlio conhecia muito bem as leis do Newton e compreendeu muito bem o que é a Velocidade de escape . Em outras coisas o Júlio errou, como quando sugeriu que as naves seriam lançadas por canhões. Se isso ocorresse os coitados dos astronautas seriam esmagados pela aceleração brusca do projétil. Mas na época do Júlio, a balística era uma área muito discutida pela ciência. Já os foguetes, ainda nem eram alvo de grandes estudos. Pesquisando um pouco mais, achei um post bem legal no blog J.Verne , dá só uma olhada:

“Invenções” de Júlio Verne que se tornaram reais

Toda essa história me fez compreender que a ciência vai sendo contruída tijolinho por tijolinho, um cientista sempre parte do conhecimento gerado por aqueles que vieram antes dele pra avançar ainda mais com suas ideias. Percebi que na ciência não existem verdades absolutas, ou seja, o que é certo hoje amanhã pode não ser mais. legal isso né? Como diz a minha tia “A ciência é um processo infinito de construção de conhecimento”, agora nas minhas palavras acho que a ciência é uma casa que por mais tijolos que sejam colocados nunca vai ficar pronta…rs.

Bom, vou deixar um vídeo bem legal do lançamento do foguete que levou os astronautas da Apollo 11 pra Lua. Nele dá pra ver a velocidade do foguete e perceber que ele vai acelerando aos poucos pra não esmagar a tripulação como aconteceria se fossem lançados por um canhão:

Bom gente, espero que gostem do post de hj. Espero os comentários :))

Newton, a luz e a maçã

21 mar

Oi gente, td bem com vcs? Como foram de final de semana?

Bom, como eu tinha prometido vou falar um pouco sobre o trabalho que eu e o Marquinho fizemos sobre o disco de Newton. Nós aprendemos, com aquela história toda do prisma da capa do disco, que a luz branca é composta pela sobreposição de todas as cores. Quando ela passa pelo prisma ocorre um fenômeno chamado dispersão, ou seja, a luz branca é separada em várias cores, tendo cada uma delas uma frequência diferente. Isso acontece porque quando a luz se propaga de um meio para outro de densidade diferente, por exemplo, do ar para o vidro do prisma, as ondas que têm frequências diferentes assumem ângulos também diferentes de refração. Então a frequência do vermelho é desviada para um ângulo x, a frequência azul para um ângulo y e assim por diante. O resultado disso é que cada uma das cores toma um caminho diferente e, portanto, podemos ver todo o espectro decomposto quando a luz sai do prisma. Olha só que massa:

Ahh, outra coisa muito legal é que isso ocorre na natureza! Sempre que um arco-íris se forma é exatamente o fenômeno de decomposição da luz atuando. As gotículas de água servem como prismas decompondo a luz que incide sobre elas formando aquela coisa linda no céu.

Bom, mas esse Newton era muito inteligente mesmo, apesar de ser meio mal-humorado, bom, mas deixa isso pra lá. A grande sacada foi a seguinte, ele pensou assim ó: se a luz branca é a junção de todas as cores e eu consigo dividí-las usando um prisma,  se eu agrupar essas cores de novo terei luz branca. Então ele bolou o experimento do disco de Newton, onde as cores são pintadas em um disco e quando a gente roda ele rapidamente elas  ficam sobrepostas e SURPRESA, a gente vê o disco ficar branco 🙂

Dá uma olhada:



Olha só, achei uma página bem legal que ensina a fazer o disco como eu e o Marquinho fizemos:

Construindo o Disco de Newton

Fazer esse trabalho foi bem legal viu pessoal, aprendi bastante coisa. Além disso, tive a nítida sensação que conhecia o Newton. Sabe, ele só falando de física e de matemática, meio nervoso e como todo cientista, bem maluco…posso até jurar que fui eu quem derrubou a maçã na cabeça dele…rs. Essas minhas EXPERIÊNCIAS IMAGINÁRIAS viu….qualquer dia vcs vão achar que sou meio doida, como o marquinho sempre fala…HUAHUAHUA. Mas quer saber, nem ligo e quanto ao Newton, ele é meio ranzinza mas é genial! Taí, virei fã dele.

Bom gente, espero que gostem do post de hoje e comentem. Bjinhos e até :)))

Fui parar na Lua!

18 mar

Hoje o Marquinho aprontou uma das suas. Ficava falando sem parar durante a aula de Física, até que o Professor perdeu a paciência e chamou a atenção dele, ou melhor, da gente porque eu também acabei levando a culpa. Mas o Marquinho ,com aquela malandragem dele, sacou um CD do Pink Floyd da mochila e mostrou o prisma que tem desenhado na capa para o Professor dizendo que essa imagem representava bem a decomposição da luz. Bom, a gente conseguiu se safar, mas o professor acabou passando uma tarefa pra gente fazer em casa, o disco de Newton. O Marquinho veio aqui pra gente começar a fazer, mas depois falo sobre o o trabalho, agora vou falar um pouco sobre o disco do Pink Floyd e sobre umas coisas que fiquei pensando aqui.  Ah, essa é a capa do CD:

Bom, também achei um vídeo bem bacana deles, de uma música que eu e o Marquinho ouvimos até quase gastar o CD. Dá só uma olhada:

Depois de tudo isso eu fiquei curiosa com o nome desse disco que tem o prisma: “The Dark Side of the Moon”. Traduzindo seria “O lado escuro da lua”. Porque será que a lua tem um lado que sempre é escuro? Bom, dei uma procurada e descobri: isso ocorre pois os movimentos de rotação e translação da lua levam exatamente o mesmo tempo, ou seja, a Lua leva 27 dias para dar uma volta sobre a Terra e os mesmos 27 dias para dar uma volta completa em seu próprio eixo. Chamam isso de órbita sincrônica e é exatamente por isso que sempre que olhamos para ela é a mesma face que vemos. Achei umas animações interessantes no site do IAG da USP e coloquei no Youtube pra postar aqui. Dá até pra entender como ocorrem os eclipses e porque a Lua tem Fases (o vídeo está fora de escala viu gente, é só pra entender como é a terra e a lua se movimentam):

Nessa outra animação dá pra ver que a órbita da Lua cumpre uma trajetória meio maluca….rs:

Não vejo a hora de mostrar essas animações pra tia Clau e pra Paty, elas vão se amarrar.

Bom gente, esse é o post de hoje. Depois conto um pouco sobre nosso trabalho sobre o Disco de Newton e sobre as coisas meio doidas que aconteceram durante minha pesquisa. Bjos e até   :)))