Tag Archives: Zenão

O Melhor blog do mundo

17 abr

Veja por que Theodor W. Adorno Laurou

O Viagens da Laura  quase lidera entre os finalistas do prêmio de melhor blog do mundo — em português — no concurso The BOBs, da rede alemã Deutsche Welle.

Até o encerramento da votação, no dia 02/05, o bicho vai pegar  porque o mesmo internauta pode votar todos os dias.

Theodor W. Adorno, ao lado de Albert Einstein, também apóia a vitória da Laura:  “O Viagens da Laura sugere como as pessoas podem ser mais inteligentes, humanas e críticas”.

Laureie quantas vezes quiser. Vote aqui você também.

Anúncios

Para ouvir :)

9 mar

Oi gente, td bem?

Eu percebi que recebo milhares de visitas no blog, mas pouca gente tem entrado para ouvir minhas aventura :(.

Bom, como eu adoro essas coisas de ciência, tenho uma hipótese que quero testar….hehehe. Acho que isso está acontecendo pois os links estão meio escondidinhos no blog, na aba “Escute aqui minhas aventuras”. Para testar a minha hipótese, vou postar todos eles aqui nesse post. Se o número de plays aumentar minha hipótese está certa! Eba…

Mai se isso não acontecer, é sinal de que minha hipótese está furada….hahaha e, pior, que vcs não gostam de mim 😦

Me ajudem a testar minha primeira hipótese!!!!!

Bjks,

Lau.

Episódios:

Episodio 1 – O Viajante do Tempo 16/03/2011

Episodio 2 – O Viajante do Tempo 17/03/2011

Episodio 3 – Cuidado com a maçã! Isaac Newton 18/03/2011

Episódio 4 – Cuidado com a maça! Isaac Newton 21/03/2011

Episódio 5 – Júlio Verne 22/03/2011

Episódio 6 – Júlio Verne 23/03/2011

Episódio 7 – Júlio Verne24/03/2011

Episódio 8 – Clarice Lispector 25/03/2011

Episódio 9 – Clarice Lispector 28/03/2011

Episódio 10 – Oswaldo Cruz 29/03/2011

Episódio 11 – Oswaldo Cruz 30/03/2011

Episódio 12 – Oswaldo Cruz 31/03/2011

Episódio 13 – Gregor Mendel 01/04/2011

Episódio 14 – Gregor Mendel 04/04/2011

Episódio 15 – Marie Curie 05/04/2011

Episódio 16 – Marie Curie 06/04/2011

Episódio 17 – Marie Curie 07/04/2011

Episódio 18 – Paradoxo de Zenão 08/04/2011

Episódio 19 – Paradoxo de Zenão 11/04/2011

Episódio 20 – Paradoxo de Zenão 12/04/2011

Episódio 21 – Darwin 13/04/2011

Episódio 22 – Darwin 14/04/2011

Episódio 23 – Darwin 15/04/2011

Episódio 24 – Lavoisier 18/04/2011

Episódio 25 – Lavoisier 19/04/2011

Episódio 26 – Santos Dumont 20/04/2011

Episódio 27 – Santos Dumont 21/04/2011

Episódio 28 – César Lattes 22/04/2011

Episódio 29 – César Lattes 25/04/2011

Episódio 30 – César Lattes 26/04/2011

Episódio 31 – Kepler 27/04/2011

Episódio 32 – Kepler 28/04/2011

Episódio 33 – Kepler 29/04/2011

Episódio 34 – Einstein 02/05/2011

Episódio 35 – Einstein 03/05/2011

Episódio 36 – Einstein 04/05/2011

Episódio 37 – Einstein 05/05/2011

O futuro

5 maio

Oi pessoal, td bem? Nossa, tem um monte de novidades pra contar, mas vamos por partes tá?rsrsrs.

Bom, finalmente entendi como é que seria possível, teoricamente, viajar para o passado. Descobri que embora o Einstein não tivesse previsto isso em suas teorias, são elas que fornecem a base para essa possibilidade. Vou explicar melhor, mas antes vamos para reviao….hahaha. Recapitulando um pouco do que eu disse ontem, o tempo pode ser considerado  uma dimensão como qualquer outra dimensão espacial. Uma quarta dimensão. À partir disso, começamos a compreender o conceito de espaço-tempo.

Também descobrimos, quer dizer o Einstein descobriu….rs, que um corpo com uma massa muito grande causa uma deformação no tempo-espaço. Daí que surge a força da gravidade. Fiquei encucada com essa história de deformação, então fiquei imaginando como seria. è como se a gente esticar um pedaço de pano e colocar uma maçã sobre ele! A maçã vai formar uma espécie de depressão sobre o pano. Mais ou menos assim ó:

Podemos ver que é uma deformação no espaço. Aí fica simples de entender, pois se a gente considera o tempo também como uma dimensão do espaço, essa deformação tb se aplica ao tempo 🙂

Isso foi até confirmado experimentalmente. É assim, quando a luz viaja ela segue em linha reta certo?! Só que algumas observações perceberam que a luz emitida por uma estrela sofria desvios quando passava por perto de outra estrela. Ou seja, ela simplesmente acompanhava a deformação do espaço-tempo causada pela grande massa dessa última estrela.

Mas vocÊs devem estar me perguntando: E daí?rsrsrs. Bom, imagine então uma deformação tão grande que pudesse criar uma passagem, um buraco no espaço tempo, como fosse um buraco de minhoca atravessando uma fruta.  Imagine agora que a boca do buraco fosse colocado perto de uma estrela com muita massa, de forma que perto dela o tempo passasse mais devagar.  Imaginou?

Se a outra extremidade fosse levada para outro lugar o tempo passaria mais rapidamente, os dois extremos do buraco de minhoca ficariam separados não só no espaço, mas também no tempo.

Olha só, seria mais ou menos assim:

Então, teoricamente seria possível viajar no tempo passando bom um desses túneis!!! Mas tem um probleminha, só teoricamente mesmo. Fiquei pensando, pensando e cheguei a conclusão que se a viagem no tempo é mais difícil do que a gente pensa. Se não fosse, com certeza alguém do futuro já teria vindo nos visitar…..rsrsrs.

Aí fiquei meio triste, pensando que não vou resolver meus problemas tão fácil assim!Ahhh se eu pudesse voltar no tempo não teria subido naquela mangueira! Mas quer saber, se eu não tivesse feito isso não teria quebrado o braço, não ficaria com vontade de voltar no tempo, não teria passado o resto do feriado com todo mundo reunido no sítio, não teria pesquisado e aprendido tanta coisa sobre a Madame Curie, sobre o Einstein, sobre o Hawking.

Quer saber, acho que eu sou uma viajante do tempo. É, isso mesmo! Agora eu entendi tudo. Eu já sou uma viajante do tempo e qualquer um pode ser, é só imaginar! Foi assim que fui pra Grécia Antiga, conhecia o Darwin, o Mendel, o Lavoisier! Foi imaginando o futuro exatamente como fazia o Júlio Verne e fazendo perguntas como o Kepler que consegui viajar no tempo, como se eu voasse como o Santos Dumont ou quisesse descobrir como os protozoários se comportam dentro do corpo como o Carlos Chagas!

Bom, mas agora estou é preocupada é com o futuro, afinal descobri que minha mãe está grávida! Imaginando, imaginando eu já sei que vai ser menina e nome dela vai ser uma homenagem ao Newton, vai ser Hannah, como a avó dele :))

Que venha o futuro, que venha a Hannah!

Bem gente, essa história termina por aqui, mas tenho certeza que outras tantas virão, como me disse a Clarice. Nas próximas ainda terão novos personagens, novas aventuras e novas perguntas! Eu sempre falo que minha vida daria uma novela mesmo, então que tal imaginar essa novela comigo é só clicar aqui.

Bem, vou indo que o Marquinho está me esperando. Até logo gente, BJKAS :)))

Paradoxo

8 abr

Oi pessoal,

Olha só, hoje quase que eu quebro o outro braço! Estava eu correndo atrás do Marquinho e atropelei o prof. de física…..hahaha, quase foi todo mundo pro chão. Não aconteceu nada mais grave, mas o prof. me falou uma coisa de um tal de Aquiles e um negócio de tartaruga. Nem preciso dizer que não entendi nada né? Bom, mas eu fui correndo perguntar pro prof. Pedro. Expliquei td direitinho e ele disse que o que o Prof. Ricardo disse tinha algo a ver com o Paradoxo de Zenão.

Imagina, eu já não sabia nada do Aquiles e tartartaruga que dirá desse tal de Zenão! Pra falar a verdade eu nem sabia direito o que era um paradoxo, mas o pedro, como sempre começou do começo…..hahaha.

Bom, ele me disse que um paradoxo é alguma coisa que apesar de parecer verdadeira, é cheia de contradição, como essa figura doida que eu coloquei no post…..rsrsrs. Para exemplificar isso, o Pedro até cantarolou um trecho de uma música do Almir Sater e do Renato Teixeira. Essa aqui ó:

Você perceberam, ela começa assim: “Ando devagar porque já tive pressa”. O Pedro disse que a frase faz sentido dessa forma, porque o cantor  diz que anda devagar porque um dia  já teve pressa, ou seja,  quer dizer que aprendeu que as coisas devem ser feitas com mais calma.Mas se a gente mudar a frase   e disser “ANDO DEVAGAR PORQUE TENHO PRESSA” seria um paradoxo, afinal quem tem pressa anda rápido!  

Bom, até entendi essa explicação do Paradoxo, mas aí tem o negócio do tal do Zenão, que é esse da estatua aí de baixo:

Esse Zenão era uma daqueles filósofos gregos meio doidões e ao mesmo tempo brilhantes. Ele era tipo especialista em criar paradoxos baseados na lógica e um deles fala da corrida do Aquiles com a Tartaruga. O negócio é mais ou menos assim:

Se o Aquiles fosse apostar uma corrida  uma tartaruga e ela tivesse uma vantagem de largar na frente, o Aquiles nunca iria alcançá-la. Para a gente entender, vamos supor que eles vão competir em uma corrida de cem metros, só que a tartaruga largaria 80 metros a frente do Aquiles.  A  velocidade do Aquiles é de vezes maior que a da tartaruga. Então, enquanto ele percorre os 80 metros que o separavam da tartaruga, ela já teria andado mais oito metros. Então quando ele percorre os oito metros, ela já andou mais 80 centímetros. Quando ele percorre esses 80 centímetros, ela já teria percorrido mais 8 centímetros. Quando ele percorre esses oito centímetros, ela já teria percorrido 8 milímetros e assim, sempre que ele percorresse a distância que os separava, a tartaruga já teria andado um tantinho a mais e, por isso, ele correria infinitamente sem nunca alcançá-la! Como na figura:

Massa né? Só que apesar dessa lógica estar totalmente certa, o Pedro disse que não se aplica á realidade! Ahhh, mas se você quer saber vai ter que esperar meum próximo post ou ouvir minha próxima aventura….hehehe.

Bom, por hj é só gente! Bjks e até… :)))